Todo o Brasil vem querendo saber o que está rolando por aqui..

TODO O BRASIL VEM QUERENDO SABER O QUE ESTÁ ROLANDO POR AQUI: PRÁTICAS CULTURAIS, SOCIABILIDADES E MERCADO NO ROCK METAL.

Pesquisadora: Abda de Souza Medeiros (Doutoranda). 

Busco compreender as dinâmicas no interior do rock Metal underground no qual estão inseridos os “metaleiros” (batedores de cabeça) da cidade de Fortaleza. Por underground, entende-se como um conjunto de práticas e saberes ligados ao rock Metal, cujas ações não possuem (ou possuem pouca) visibilidade nos meios de comunicação, mas, não exclui a possibilidade de recorrer ao mercado quando lhe for favorável. Para tanto, a pesquisa tem como foco as práticas culturais, o lazer, as relações de troca e conflitos que atravessam esse universo musical, tendo na cidade, o palco de suas encenações. Estas dão forma aos lugares e espaços que se constroem como “territórios do Metal” tendo o tempo como fio condutor destas experiências musicais e pessoais. A tentativa é de elucidar os cruzamentos culturais, por meio dos descolecionamentos e da desterritorialização (Canclini, 1998) dos símbolos consumidos, variando conforme o contexto cultural no qual estes indivíduos estão inseridos. O que é reivindicado pelos “metaleiros” é a demarcação de territórios e a formação de um público afinado com o Metal utilizados ora como estratégia de diferença, ora como situacional, articulados com outras identidades que estão em jogo e com as quais forma um sistema. A pesquisa faz referência ao rock Metal na cidade do Rio de Janeiro para fins de relativização e compreensão deste mundo artístico (Becker, 1977). Utiliza-se de observação, entrevistas, jornais, revistas e sites que se referem à temática.

 

 
Copyright © 2012 - 2013 Laboratório das Juventudes - LAJUS-UFC. Todos os Direitos Reservados.
Av. da Universidade 2532, Centro de Humanas III - UFC - Fortaleza - Ceará