Eventos internos

Roda de conversa com Jean dos Anjos e Marília Oliveira sobre o projeto colaborativo de fotografia “Séries Sobre o Sutil” que reúne 6 fotozines com narrativas visuais sobre a cidade de Fortaleza.

 

“LAJUS VAI” foi nova proposta que o Laboratório das Artes e das Juventudes criou para diversificar nossos locais de encontro com as artes perfazendo os caminhos pela cidade. Nesta primeira edição visitamos a exposição “Leonilson: arquivo e memória vivos”, no Espaço Cultural Unifor.

 

Roda de conversa sobre o livro “Transforme isto em outra coisa” de autoria de Naiana Gomes. O livro tem como tema um percurso pelas histórias da artista Fernanda Meireles. O design é de Deborah Meira.

 

Exibição dos curtas “Janaína Overdrive” de Mozart Freire, “Ficar me Trouxe até Aqui” de Renata Cavalcante e “Santa porque Avalanche” de Paulo Victor. Os curtas foram trabalhos finais do curso de Audiovisual da Vila das Artes. Após a exibição, os realizadores debateram sobre o processo de realização e aprendizado na feitura dos curtas e importância da Vila das Artes nesse contexto. Valdo Siqueira, professor da Unifor e doutorando em Sociologia conduzirá o debate.

 

Debate a respeito da obra ” O Inconsciente Estético” de Jacques Ranciere. A atividade fez parte da disciplina Arte, cidade, Imagem e narrativa ministrada pela profa. Dra. Glória Diógenes no Programa de Pós-graduação em Sociologia da UFC no semestre 2017.1 e teve como convidados Kaciano Gadelha (PPGARTES -UFC), Juliano Gadelha (UECE) e Leonardo Araújo (UFC). O debate foi mediado por Glória Diógenes (UFC) e na ocasião também foi lançado o livro ” O sensível e o Cruel” de autoria de Juliano Gadelha.

 

Trazendo sempre um pesquisador e seu narrador de pesquisa para falar sobre a temática. Neste os convidados foram o professor de Antropologia (UECE) e mestre em Sociologia (UFC) e também em Artes (UFC), Juliano Gadelha e Elionardo Saraiva, graduando em História (UFC) e aluno da 4ª turma do curso de realização em audiovisual da Vila das Artes (EAV).

 

Roda de conversa promovido pelo Laboratório das Artes e das Juventudes, cujo tema versou sobre cidade e afetos. É possível pensar a cidade sob a lógica da afetividade? Quais os usos e desusos do espaço urbano em Fortaleza que dialogam com os afetos? A conversa contará com a presença do Jornalista Demitri Tulio; a escritora, fotógrafa e professora Tércia Montenegro; a professora e coordenadora do Lajus Glória Diógenes e a aluna do Programa de Pós-graduação em Sociologia da UFC Lara Silva.

Roda de conversa sobre juventudes que moram em espaços rurais, procurando trazer para o centro do debate a multiplicidade de atores que envolvem este conceito. A professora Alda Alves da Unilab partilhou conosco as suas pesquisas que versam sobre as juventudes em espaços escolares, compartilhando algumas das suas vivências enquanto docente da UNILAB. A mesma trouxe uma interlocutora (estudante) que mobilizou os debates em torno das dificuldades que permeiam o cotidiano de uma jovem que sai do meio rural para cursar uma universidade fora do seu município de origem. A professora Isaurora Freitas da UVA, seguindo esta mesma temática, trouxe as reflexões sobre mobilidades e as juventudes da Região Norte do Ceará. Estas discussões, portanto, envolveram afetos, sonhos e projetos de vida.

 

 
Copyright © 2012 - 2018 Laboratório das Juventudes - LAJUS-UFC. Todos os Direitos Reservados.
Av. da Universidade 2532, Centro de Humanas III - UFC - Fortaleza - Ceará